sexta-feira, 31 de agosto de 2012

A bateria do smartphone




Os smartphones vieram mesmo para ficar e cada vez mais os utilizamos como nossa agenda, diário, máquina fotográfica, closet virtual, entretenimento, contato com as amigas, dentre outros.

Os sistemas operacionais e os aplicativos permitem que os usos desses aparelhos sejam praticamente ilimitados, não fosse por uma coisa geralmente fina e pequena: a bateria. 

Acontece que com a utilização cada vez mais intensa das funcionalidades do nosso aparelhinho, se exige muito mais da bateria e sua vida útil vai ficando cada vez menor. Ainda mais com a vida intensa e cheia de compromissos que a gente leva - acabamos tendo de carregar a bateria no carro, no computador, em carregadores alheios... e às vezes acabamos deixando a bateria carregando o dia todo. E esse movimento de carrega/tira do carregador acaba deixando a bateria "confusa" e superaquecida. 

Nas baterias atuais não ocorre mais o problema de viciar a bateria por 'memória' (tínhamos de esperar a bateria descarregar completamente antes de fazer uma nova carga). Mas ainda hoje é preciso de vez em quando fazer uma descarga completa para 'calibrar' a bateria. Há de se considerar também que as baterias têm um ciclo de vida de cargas limitadas. Há baterias que suportam de 300 a 500 cargas, outras menos, outras mais. 

E deixar a bateria cair muito no chão também pode danificá-la. No caso da minha, ela inchou [veja abaixo].

E qual é a solução? Eu resolvi comprar uma bateria reserva para quando minha bateria acabar eu ainda ter um pouco de carga até poder carregar meu celular com segurança. Já passei por maus bocados por ficar sem bateria de repente. Hoje chegou a carta registrada com minha bateria. Me impressionou que a entrega foi muito rápida. Comprei aqui

E quando é que a gente precisa descartar a bateria? Veja abaixo a diferença entre uma bateria normal e uma danificada:
Dá pra perceber qual delas é a danificada?

Olhe mais de perto...

E compare!
 Quando sua bateria estiver inchada, descarte-a nos pontos de coleta de eletrônicos (tem nos postos de saúde e supermercados - no Pão de Açúcar tem com certeza) e compre uma nova. Não é bom guardá-la pois há o risco de vazar ou mesmo de explodir (deve ser uma explosão pequena, mas ainda assim não é bom arriscar). A minha nesse estado usei por uma semana até a bateria nova chegar. Mas ela não estava durando nem meia hora, dizia que a carga já estava completa com 10 min de carregamento.

Vale lembrar que para transportar somente a bateria não é bom que ela esteja na carga completa. No máximo 50%. E também não é bom deixar a bateria muito tempo sem carga nenhuma. 

Seguindo esses cuidados poderemos ter nossos aparelhinhos funcionando bem sem prejudicar nossa saúde e beleza!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails